Meditação e Mindfulness

A meditação possui vários milénios de história. Desde há aproximadamente 3000 anos que o Budismo a integrou nos seus ensinamentos. Nas línguas clássicas do Budismo (Pali e Sanskrit), samadhi é a palavra mais frequentemente utilizada para a designar. Durante muitos anos foi considerada como uma prática exclusivamente reservada aos Budistas e aos seguidores de filosofias como o Zen ou o Ioga. A prática da meditação tem-se estendido, porém, para lá do oriente, verificando-se, nos últimos séculos, uma crescente utilização da mesma no ocidente. Atualmente, pode encontrar-se em inúmeras culturas, religiões e filosofias. O interesse dos cientistas pela meditação começou há vários anos. Nas décadas de 60 e 70 do século passado, foi demonstrado que o uso destas técnicas proporcionava uma extraordinária concentração. Inúmeros estudos científicos, de reconhecida relevância, têm comprovado os benefícios da meditação. Apesar disso, persistem alguns mitos que importam aqui esclarecer:

  1. A meditação pode ser praticada por qualquer pessoa, não estando associada apenas aos indivíduos ligados ao esoterismo;
  2. A meditação não leva a nenhum estado alterado de consciência nem induz qualquer transe hipnótico ou fenómeno de levitação, não se tratando, também, de um método para atingir o inconsciente;
  3. A meditação não cultiva uma postura de excesso de confiança ou otimismo exacerbado; apenas possibilita que o indivíduo esteja mais concentrado no Aqui e no Agora, permitindo que tome decisões de forma mais consciente e compassiva;
  4. A meditação é uma prática mental e não uma religião, uma cultura ou uma filosofia;
  5. A meditação não é, apenas, um método de relaxamento, mas sim um treino mental que permite a tomada de consciência;
  6. A meditação não é uma forma de escapar à realidade; na verdade, leva o indivíduo de encontro à realidade, fazendo-o experienciá-la na sua totalidade e entrar em contato com cada detalhe desta;
  7. A meditação não tem de obedecer a nenhum setting específico; para a sua prática, não é necessário que o indivíduo esteja num local em particular ou tenha este ou aquele adereço, podendo ser praticada em qualquer sítio e da forma que este se sinta mais confortável;
  8. A meditação não resolve todos os problemas do dia para a noite, apenas capacita aquele que a pratica a lidar com as questões de forma mais lúcida;
  9. A meditação não consome tempo, mas pode ser, sim, uma excelente forma de ganhá-lo ao aliviar o indivíduo da armadilha da pressa inútil.
III Edição do Programa de Redução de Stress Baseado em Mindfulness<< >>Os Benefícios do Mindfulness

About the author : Centro para o Mindfulness

Centro para o Mindfulness na Medicina e na Sociedade